sexta-feira, 28 de maio de 2010

domingo, 28 de fevereiro de 2010

CANIL SINTERKLAAS






























Membro da Federation Cynologique Internationale – FCI- (BELGIQUE)
Confederação
Brasileira de Cinofilia (CBKC) 394/06






MUNICÍPIO DE MENDES


RIO DE JANEIRO
BRASIL





Tel: (21) 8101-3898



(21) 8173-4118



(21) 2285-7507



HISTÓRICO



Segundo Historiadores, o Pastor Belga seria descendente dos antigos cães de pastoreio da Europa Central e Deerhounds. Por reunirem muitas aptidões, em suas origens, no Século XVIII, foram utilizados para ajudar os pastores a vigiar e conduzir os rebanhos de ovelhas em grandes migrações. Quando não estavam nessas missões, tomavam conta da casa e da família. A aparência atual desses cães só começaria a surgir no final do século XIX. Em 1891, o Veterinário Belga Adolphe Reul foi incumbido de estabelecer e aperfeiçoar uma raça de pastoreio nacional. Reuniu mais de cem cães em Curenghen, Bruxelas, e descobriu que entre eles havia um grupo com características homogêneas: porte médio, altura entre 50 e 55 cm, peso aproximado de 18 Kg, olhos marrom-escuros, orelhas pequenas, eretas e triangulares, tórax estreito, gurupa com linha superior horizontal e cauda longa. Diferenciavam-se apenas no comprimento, textura e cor da pelagem. No ano seguinte, era redigido o primeiro padrão do Pastor Belga, reconhecendo-se três variedades: Pêlo longo, curto e duro, sem restrições de cores. A partir de 1899, começaram a restringir as colorações aos tipos de pelagens, dando origem ao Groenendael, Tervueren, Malinois e Laekenois.



O Malinois recebeu esse nome como homenagem à região de Malines, na Bélgica, onde essa conformação de Cão Pastor era bastante comum. Em 1900, as quatro variedades dos Belgas foram reconhecidas como raça pela entidade belga Societé Royal Saint Hubert. Desde aquela época, o cruzamento entre as variedades é proibido.













CARACTERÍSTICAS DO PASTOR BELGA DE MALINOIS

Função: Pastor, Guarda e Companhia
Porte: Grande
Altura Macho : 60 A 66 Cm
Altura Fêmea : 56 A 62 Cm
Peso: 27 A 30 Kg
Pelagem : Muito curto na cabeça, face externa das orelhas e face anterior do terço distal dos membros. Curto no restante do tronco, mais denso e eriçado na cauda. No pescoço, forma um colar desde a base das orelhas à ponta do externo. A face posterior das coxas, franjada com pêlos longos.
Escovação : Uma vez por semana
Cor: Fulvo encarvoado

Compatibilidades Crianças: Não adequado para crianças pequenas
Estranhos: Muito reservado
Outros Cães: Costuma ser agressivo
Personalidade : Ágil, muito ativo, com instinto de guarda muito apurado, esperto, leal, obediente, rústico e voluntarioso
Freqüência de latidos : Alta
Adaptação em apartamento : Adapta-se, mas não é recomendável
Exercícios : Muito exercício diário
Facilidade de adestramento : Muita facilidade
Dominância sobre o dono : Alta
Demanda de atenção : Média
Queda de pelos : Moderada
Cheiro Natural : Pouco



OS NOSSOS CÃES
CBKC: RJG/05/03052
Nome: ATMA DO 1º BPE
Nome Fantasia: AILA
Idade: 22/06/05
Sexo: Fêmea
Filiação: Socks Jawspaws Malinois e Camile Derhund
Procedência: Canil do 1º Batalhão de Polícia do Exército






CBKC: MGK/09/00450
Nome: CHIP BELGIAN BOIADEIRO
Nome Fantasia: ARES
Idade: 26/03/09
Sexo: Macho
Filiação: Eros da Lagoa Grande e Eliza de Boerboel Malinois
Procedência: Canil Boiadeiros MG




Para todos os amantes dos cães como eu, ofereço o texto abaixo de LÍGIA FAGUNDES TELLES, que retrata exatamente o amor e a lealdade dos nossos amigos.


AFoi na França, durante a Segunda Guerra: Um jovem tinha um cão que, todos os dias, pontualmente, ia esperá-lo voltar do trabalho. Postava-se na esquina, um pouco antes das seis da tarde.

Assim que via o dono, ia correndo no seu encontro e, na maior alegria, acompanhava-o com seu passinho saltitante de volta para casa. A vila inteira já conhecia o cão, e as pessoas que passavam, faziam-lhe festinhas e ele correspondia, chegava a correr todo animado atrás dos mais íntimos, para logo voltar atento ao seu posto e ali ficar sentado até o momento em que seu dono apontava lá longe. Mas eu avisei que era tempo de guerra, o jovem foi convocado. Pensa que o cão deixou de esperá-lo? Continuou a ir diáriamente até a esquina, fixo o olhar ansioso naquele único ponto, a orelha em pé, atenta ao menor ruído que pudesse indicar a presença do dono bem amado.

Assim que anoitecia, ele voltava para casa e levava sua vida normal de cachorro até chegar o dia seguinte. Então, disciplinadamente, como se tivesse um relógio preso à pata, voltava ao seu ponto de espera.

O jovem morreu num bombardeio, mas no pequeno coração do cão não morreu a esperança. Quiseram prendê-lo, distraí-lo. Tudo em vão.

Quando ia chegando aquela hora, ele disparava para o compromisso assumido, todos os dias.

Com o passar dos anos, as pessoas foram se esquecendo do jovem soldado que não voltou. Casou-se a noiva com outro, os familiares voltaram-se para outros familiares. Os amigos, para outros amigos.

Só o cão, já velhíssimo, continuou a esperá-lo naquela esquina.

As pessoas estranhavam; mas quem este cachorro está esperando ?

Uma tarde de inverno ele lá ficou, o focinho voltado para aquela direção.













Eu não poderia deixar de ressaltar e agradecer a minha maior amiga e incentivadora, que sempre me ajudou e orientou na cinofilia, a madrinha do canil, Iê Santos Faria, a quem devemos praticamente tudo.




FOTOS NO CANIL






















SOBRE O MALINOIS

Se você estiver olhando para comprar um Malinois, você precisa pensar algumas coisas antes de comprar esse cachorrinho adorável.

O Malinois é um cão de médio porte que requer muita interação e exercício. Esta é uma raça para o trabalho, eles não serão felizes sentados em casa no sofá o dia todo. Eles vão encontrar algo para fazer, e quando você voltar para casa, vai entender o que quero dizer.

O Malinois tem muito forte instinto de pastoreio e trabalho. Eles são naturalmente protetores e exigem adestramento de obediência. O malinois é muito, muito inteligente e muito disposto a agradar o dono, o uso de reforço positivo você terá um longo e prazeiroso caminho na formação
, mas o uso de reforço negativo irá causar um desligamento completo.

Sim, o Malinois é manipulador e sensível. O malinois exige muito exercício, se você vive na cidade e tem muito pouco tempo para levar o cão para caminhadas ou corridas, eu sugiro que você compre uma raça mais adequada.

Socialização precoce é essencial para o malinois, que deve ser em torno de pessoas, crianças e outros animais o mais rapidamente possível.

Então se você está procurando um cão descontraído, um Malinois não é para você, mas se você estiver procurando por um cão que está pronto para ir a qualquer lugar, fazer qualquer coisa 24 horas por dia, que seja o seu amigo mais fiel e protetor, talvez esta seja a raça para você.



ESTÁGIO DE CÃES DE GUERRA REALIZADO NO BATALHÃO DE GUARDAS
Em Outubro do ano de 2007, tive a honra de ser convidado para padrinho da Primeira Turma de Formandos do Estágio de Adestradores de Cães de Guerra realizado no Primeiro Batalhão de Guardas - Batalhão do Imperador.









Naquela ocasião, me dirigi aos formandos com muita emoção deixando-lhes a seguinte mensagem:

"Aos formandos do Primeiro Estágio de Adestradores de Cães de Guerra, assumo com orgulho e emoção o nobre encargo de saudá-los como padrinho da turma. Esta formatura solene encerra importante significado, ao assegurar novos quadros de adestradores de cães de guerra, nos dando a certeza da continuidade da missão. Por força dos seus invejáveis méritos, constatados ao longo do estágio ,hoje estão aptos a receberem seus certificados; aqui estão presentes seus familiares, amigos, irmãos, velhos e atuais soldados cinófilos, todos orgulhosos e participantes do júbilo, da alegria e da vibração que os anima. Prossigam cultivando o ideal e até mesmo alimentando os sonhos e nunca, nunca percam o amor pelos seus cães que estarão na ponta da guia. A mão que as empunha deve ser conduzida por um raciocínio ágil, mas comandada por uma consciência plena de valores morais. Conduzidas com inteligência e bravura, mas sustentada no amor aos animais. Lembrem-se que eles serão um símbolo da força nas operações de garantia da lei e da ordem, garantindo a justiça, e muitas vezes, com sua simples presença, suficiente para sugerir autoridade, dissuadir intenções e manter a paz, mas se preciso for darão suas próprias vidas por seus donos. Meus cumprimentos mais uma vez. Que sejam a semente forte que dará continuidade ao engrandecimento destas operações no âmbito do Batalhão e de todo Exército. Sejam amigos de seus cães, pois a amizade verdadeira não aceita imitações.
Sejam felizes e que Deus vos acompanhe sempre. "





























video

DEMONSTRAÇÃO DE MALINOIS DO BATALHÃO DE GUARDAS


PROVA DE ADESTRAMENTO PARA CÃES DE TRABALHO REALIZADA NO BATALHÃO DE GUARDAS

























EMPREGO DE CÃES NAS FORÇAS ARMADAS

Na antiga Macedônia, Felipe utilizou cães para dominar a cidade de Argópolis; também os Romanos e Celtas incorporaram-nos às suas Legiões; o próprio Napoleão utilizou cães na campanha do Egito.

Na 1ª Grande Guerra Mundial (1914-1918), foram utilizados cerca de 400.000 cães. Os Alemães enquadraram no seu exército, inicialmente 6.000 cães e posteriormente atingiu a casa dos 35.000 cães.

Na Segunda Grande Guerra (1939-1945) contamos uma ativa participação dos cães, onde só a Alemanha apresentava umefetivo de 200.000 animais aptos ao serviço militar.

Os EUA, por sua vez, não possuia cães militares no início da guerra, contudo, graças a sociedade civil "cães para a defesa" as Forças Armadas começaram a recebê-los; a partir daí, surgiram os Centros de Treinamento denominados "K9", chegando a instruir cerca de 15.000 cães que atuaram na Europa e África.

Deve-se ao "K9" a diminuição de 60% das baixas nas patrulhas de combate. Atualmente as Forças Armadas Americanas contam comum Esquadrão Especial de Cães preparados para os mais diversos tipos de emprego.

A Rússia também utilizou milhares de cães, inclusive, para o transporte de trenós carregados com armas; foi também quem utilizou cães anti-tanques (também chamados suicidas) e cães vigias em campos de prisioneiros. 


EM HOMENAGEM AO MEU VELHO AMIGO
"NOBRE"
ORAÇÃO DO CINÓFILO



"DEUS, DAI-NOS A SABEDORIA PARA ADESTRAR OS NOSSOS CÃES E A ELES NOS DEDICAREMOS.

APRESENTA-NOS O CAMINHO PARA ENSINÁ-LOS QUAL A NOSSA MISSÃO E POR QUE CUMPRÍ-LA.

PEÇO A TI, Ó DEUS, QUE NOSSOS COMPANHEIROS NÃO SEJAM SIMPLESMENTE CÃES E SIM GUERREIROS SEM RECEIO DO COMBATE.
DESCONHECEDORES DOS MEDOS E DAS DERROTAS, PRONTOS PARA AGIR SEM HESITAR, SEJA EU CAPAZ DE DEMONSTRAR A SATISFAÇÃO PELA MISSÃO DELE CUMPRIDA.

PAI, ESPERO TAMBÉM QUE O SENHOR FORNEÇA A FORÇA E A CORAGEM PARA QUANDO ESTE VALENTE SOLDADO POR MIM MORRER, POSSA EU SUPORTAR A DOR DA PERDA E HONRÁ-LO, RECONHECENDO SEU VALOR PERANTE A TROPA, ADESTRANDO E PREPARANDO O SEU SUCESSOR."

CÃES DE GUERRA !!

BRASIL !!